II Simpósio CONCEA debateu a integração com Comissões de Ética no Uso de Animais

26 de novembro de 2015 | Jornal da Ciência

O evento contou com a participação de cerca de 300 coordenadores de CEUA’s de diversas instituições de todo o País e uma comitiva do Reino Unido

Encerrou ontem (25/11) o II Simpósio do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (CONCEA) que discutiu os desafios do processo de licenciamento de atividades de ensino e pesquisa cientifica e de fiscalização. Com o tema “Integração entre as CEUA’s e CONCEA: legislação e conhecimento”, o evento foi realizado em Brasília, nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2015 e contou com a participação de cerca de 300 coordenadores de Comissões de Ética no Uso de Animais (CEUA’s) de diversas instituições de todo o País.

Além de apresentações sobre os avanços do CONCEA na regulamentação da utilização de animais em ensino e pesquisa científica, foi feita uma dinâmica com a participação de todos os coordenadores de CEUA’s presentes, cujo objetivo foi avaliar as ações do Conselho no passado e presente e apontar ações futuras.

Durante o simpósio houve a realização de mesas redondas que abordaram métodos alternativos na pesquisa e métodos alternativos no ensino. Segundo Lucile M. Floeter Winter, conselheira e representante da SBPC no CONCEA, o destaque foi a comitiva vinda do Reino Unido que desenvolveu uma atividade sobre a aplicação do princípio dos “três erres” – redução, refinamento e substituição, na tradução para o português – na experimentação com animais. Judy MacArthur Clark, da Animals in Science Regulation Unit, e Katie Lidster, do National Centre for 3Rs, ambos na Inglaterra,  compartilharam com os participantes suas experiências.

A visita é parte do projeto estabelecido pelo Acordo de Cooperação assinado entre Brasil e Reino Unido, em agosto. “A excelência do Simpósio é uma demonstração clara à sociedade Brasileira do progresso realizado pelo CONCEA nesses últimos dois anos”, conclui Winter.

(Jornal da Ciência – com contribuição de Lucile M. Floeter Winter, conselheira e representante da SBPC no CONCEA)

Fonte: Jornal da Ciência