Caso como o da ‘pílula do câncer’ prejudica o País, diz diretor da Anvisa

Para Barbosa, a lei aprovada pelo Congresso é “incoerente” e não deixa claro o impacto que produz

Em menos de um mês, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) viu a liberação, à sua revelia, da pílula do câncer. Por decisão judicial, teve que derrubar seu próprio veto a produtos com THC, um dos compostos da maconha. Também viu, no Congresso, avançar o projeto para liberação de inibidores de apetite, avaliação que caberia somente à agência.

Veja o texto na íntegra: Folha de S. Paulo